sábado, 14 de abril de 2007

20º Concurso de Poesia

24 abril 2007

Regulamento
1. O tema dos poemas a concurso é "LIBERDADE".
2. Podem participar todos os cidadãos de nacionalidade portuguesa e estrangeiros que dominem correctamente a língua portuguesa.
3. É vedada a participação no concurso a familiares de membros do júri.
4. Os concorrentes podem apresentar a concurso trabalhos cujo tipo de rima, modalidade e aspecto gráfico, dependem exclusivamente da sua escolha.
5. Cada concorrente pode concorrer com o máximo de 3 poemas.
6. Prazo e local de entrega dos trabalhos:
6.1 – A data limite para recepção dos trabalhos a concurso será as 24 horas de 23 Abril 2007.
6.2 – O local de entrega dos trabalhos será o Eleven´s Coffee Bar – promotor do evento – sito na Rua Tenente Valadim, nº 11 (à Praça do Bocage) em Setúbal.
6.3 – Serão aceites trabalhos remetidos pelos Correios, desde que com carimbo dos CTT, até à data indicada no ponto 6.1 e por correio electrónico (elevens@sapo.pt).
7. Condições de entrega dos trabalhos:
7.1 – Os trabalhos entregues em mão ou pelos CTT deverão vir em envelope fechado, identificado por pseudónimo.
7.2 – O envelope indicado no ponto anterior será acompanhado de um outro, também fechado, identificado
por pseudónimo e que conterá a verdadeira identificação do autor, que constará de:
- Nome completo
- Telefone de contacto
- Titulo do poema
7. O júri será constituído por membros, escolhidos pelo promotor do evento e a divulgar na noite do concurso.
8. Em caso de empate competirá ao presidente do júri o voto de desempate.
9. Os trabalhos a concurso serão lidos pelos seus autores ou por quem estes indicarem, na noite do concurso e antes da divulgação dos resultados.
10. Prémios:
10.1 – Serão atribuídos certificados de participação a todos os concorrentes.
10.2 - Serão atribuídos prémios aos três primeiros classificados.
10.3 – Serão publicados em jornal local e divulgados em Blog (arco-poetico.blogspot.com), os três primeiros classificados.

Setúbal, 3 de Abril de 2007

1 comentário:

Antonio disse...

É um com enorme prazer e incontida alegria que entrei no blog do Arco Poético. Mónica e Manuel Ernesto bem hajam por mais isto.

António